Start - respondendo perguntas

1- Introdução


A primeira coisa que devo perguntar a você leitor é: o google responde perguntas? Muitos responderiam "sim", outros responderiam "não". A verdade é que digitar uma pergunta em linguagem natural não é a mesma coisa que fazer buscas por palavras chave.


2- Palavras chave X perguntas


Vamos pegar um exemplo muito simples: "qual a capital do texas?". Essa é uma pergunta muito específica e está relacionada a geografia dos estados americanos. Para responder essa pergunta o Google provavelmente buscaria as palavras chaves capital e texas e traria os sites mais relevantes.

No entanto, ao realizar essa pergunta no google temos: 351.000.000 de resultados. Seria esses resultados necessários para responder uma simples pergunta? Apenas 1 resultado poderia ser suficiente.

Para interpretar uma pergunta, o sistema tem que entender algumas características da linguagem. Isso é muito bem mostrado no filme "a chegada". 


O filme retrata a saga da protagonista para realizar uma simples pergunta aos alienígenas. "o que vocês querem aqui?" (ou algo do tipo). Para que os alienígenas entendessem essa simples pergunta e respondessem era necessário compreender o que é uma pergunta.

Essa faceta de compreender que se espera uma resposta e também saber estruturar uma pergunta é muito importante para qualquer sistema que busca processar linguagem natural.

3- Perguntas e sua utilidade para o mundo de hoje


Quem nunca teve  aquela discussão de bar que terminou com uma busca no Google? Hoje em dia temos uma opção que é perguntar a assistentes como a SIRI ou o Google assistente. As vezes as respostas são precisas e outras são bastante engraçadas. Mas é inegável que esses assistentes seriam algo bastante interessante para comunicar-se com o computador.


4- O START


O primeiro sistema de resposta a perguntas baseado na Web, está on-line e em operação contínua desde dezembro de 1993. Ele foi desenvolvido por Boris Katz e seus associados do InfoLab Group no Laboratório de Ciência da Computação e Inteligência Artificial do MIT. Diferentemente dos sistemas de recuperação de informações (por exemplo, mecanismos de pesquisa), o START tem como objetivo fornecer aos usuários "as informações certas", em vez de fornecer apenas uma lista de ocorrências. Atualmente, o sistema pode responder a milhões de perguntas em inglês sobre lugares (por exemplo, cidades, países, lagos, coordenadas, clima, mapas, dados demográficos, sistemas políticos e econômicos), filmes (títulos, atores, diretores), pessoas (por exemplo, datas de nascimento, biografias), definições de dicionário e muito, muito mais. Abaixo está uma lista de algumas das coisas que o START conhece, com perguntas de exemplo. Você pode digitar sua pergunta acima ou selecionar os exemplos a seguir.



Teste o sistema agora mesmo:


Start - respondendo perguntas Start - respondendo perguntas Reviewed by Vinicius dos Santos on 15:46:00 Rating: 5

Nenhum comentário

Escreve ai sua opinião!