Advertisement

[Filme] Snowden - herói ou vilão?

Assisti no netflix o filme do Edward Snowden e achei legal fazer um post aqui sobre as minhas impressões sobre o longa. Aqui estão apresentadas opiniões minhas com objetivo de mostrar algumas dicas de entretenimento e alguns pontos interessantes retratados no filme.

1- O real e a magia do cinema


Eu não sou nenhum especialista em segurança e não tenho muitas ideias do que pode ser real e do que não é real dentro do filme. No entanto, é muito comum que no cinema os hackers e crackers sejam retratados como pessoas anormais e assim se cria uma visão distorcida do que acontece nesse mundo. É claro que muitas coisas que são mostradas no filme são verdade, no entanto, não fique muito entusiasmado a baixar o linux Kali e achar que vai hackear o facebook do seu vizinho. As coisas no mundo real não acontecem bem assim.


2- Fatos interessantes sobre Snowden




Edward Snowden era frequentador assíduo do chat do site de tecnologia Ars Technica, onde falava sobre sua vida pessoal e dava opiniões sobre variados assuntos, sempre assinando como TheTrueHOOHA. Seus primeiros registros são de 2001, quando ele fez sua estreia pedindo ajuda para configurar um servidor.

Este era o começo de uma longa permanência no fórum, que contou com mais de 600 posts ao longo de 8 anos. Com o tempo, Snowden se tornou uma figura conhecida na comunidade. Chegou a publicar fotos pessoais e, no final, desabafou sobre a desilusão com o governo que antes apoiava.

Segundo o pai de Snowden, os estudos do filho começaram a ir mal quando ele passou por um longo período doente, ainda criança, e precisou se afastar da escola. As coisas pioraram com a separação dos pais. Ele nunca concluiu o ensino médio, e conseguiu seu diploma numa espécie de supletivo anos depois. Snowden acabou fazendo cursos técnicos em computação, que o levaram no caminho bem sucedido de analista de TI.

A ligação de Snowden com a Agência Nacional de Segurança americana começou muito antes do vazamento ao The Guardian e ao seu trabalho como analista de segurança. Quando criança, Snowden morava perto da sede da agência.

“São 15 minutos de carro da porta da frente da casa de sua mãe até lá. Quando adolescente, Snowden sabia tudo sobre a NSA. Muitos dos vizinhos de sua mãe trabalhavam lá. Eles partiam de carro toda manhã, passando pelas colinas verdejantes da zona rural de Maryland, regressando toda noite do complexo de 1 000 acres, em Fort Meade”, escreve Harding.

“Tinha uma visão limitada. Também tinha pés estranhamente estreitos. Poucos dos novos colegas que ele manteve compartilhavam do seu sentimento de causa nobre ou seu desejo de ajudar cidadãos oprimidos a se livrar de suas correntes. Em vez disso, seus superiores queriam simplesmente matar pessoas”, escreve Harding.

Em sua primeira missão internacional, ele viajou para Genebra, na Suíça, onde cuidava de sistemas de segurança e outras amenidades – entre elas, garantir o bom funcionamento do ar-condicionado e do sistema de aquecimento nas dependências da agência.

3- Críticas ao filme

O projeto do diretor Oliver Stone foi bem sucedido, porém, poderia ter buscado uma certa atualização de sua linguagem devido ao tema. Alguns segmentos mais "biográficos" (as montagens de treinamento, os primeiros encontros com a futura esposa, as discussões com o professor vivido por Nicolas Cage...) são bastante convencionais e pouco inspirados, não acompanhando a qualidade das sequências de suspense e as descobertas na NSA, que têm montagens e tom mais interessantes. De qualquer maneira, o diretor sempre pôde contar com o talento de Gordon-Levitt. Com uma voz irreconhecível, extraída de um encontro secreto com o retratado - atualmente refugiado na Rússia sob a proteção de Putin -, o ator é a grande força de Snowden. 

Ao final muitos consideram desnecessário o final, que coloca a figura real na tela, numa estranha busca por validação e um certo otimismo. De qualquer forma, a mensagem é passada e está na tela ao final - e se você leu este texto provavelmente já está na lista da NSA pelas palavras-chave contidas nele.

Na opinião do CSM, o final do filme não foi desnecessário e dá ao filme legitmidade, algo que amantes de filmes baseados em fatos reais adoram.


Edward snowden deu uma entrevista para globonews, confira a reportagem:



O filme está no catálogo do netflix (por enquanto).

Nenhum comentário

Conta pra mim sua opinião!

Fale comigo