Advertisement

[Filme] O jogo da imitação


Data de lançamento 5 de fevereiro de 2015 
Duração: 1h 55min
Direção: Morten Tyldum
Elenco: Benedict Cumberbatch, Keira Knightley, Matthew Goode
Gêneros Biografia, Drama
Nacionalidades EUA, Reino unido


Sinopse:

Durante a Segunda Guerra Mundial, o governo britânico monta uma equipe que tem por objetivo quebrar o Enigma, o famoso código que os alemães usam para enviar mensagens aos submarinos. Um de seus integrantes é Alan Turing (Benedict Cumberbatch), um matemático de 27 anos estritamente lógico e focado no trabalho, que tem problemas de relacionamento com praticamente todos à sua volta. Não demora muito para que Turing, apesar de sua intransigência, lidere a equipe. Seu grande projeto é construir uma máquina que permita analisar todas as possibilidades de codificação do Enigma em apenas 18 horas, de forma que os ingleses conheçam as ordens enviadas antes que elas sejam executadas. Entretanto, para que o projeto dê certo, Turing terá que aprender a trabalhar em equipe e tem Joan Clarke (Keira Knightley) sua grande incentivadora.

Trailer:





Crítica CSM

Alan Turing se tornou muito popular recentemente dado seus pensamentos quanto a inteligência artificial e o teste apelidado de "teste de turing". Porém, nesse filme o que mais me marcou foi essa "batalha" travada entre humanos e máquinas para desvendar uma criptografia nazista. Imagine você ter o poder de salvar milhares de vidas (um navio inteiro de soldados atacado por submarinos) e não puder fazer nada, visto que é necessário preservar o sigilo para ajudar os aliados a ganhar a guerra. Essa é a lembrança mais marcante desse filme, pois ilustra bem a importancia da decodificação do Enigma naquela época. 

Outro ponto muito importante desse filme é o retrato de Alan Turing homosexual. A castração química foi imposta Turing por manter relações sexuais com outro homem, além disso, existem especulações que sua morte não foi um suicídio. Em dezembro de 2011, um petição online foi criada no site do governo britânico reivindicando o perdão a Turing. A campanha reuniu mais de 34 mil assinaturas, mas o pedido acabou negado por Tom McNally, então ministro de Estado no Ministério da Justiça britânico, para quem Turing havia sido "devidamente condenado" pelo que era considerado um crime na época. Antes disso, em agosto de 2009, uma petição havia sido criada para pedir o perdão a Turing. Na ocasião, o matemático ganhou um pedido de desculpas oficial do então primeiro-ministro Gordon Brown. Somente em 2013 o governo britânico revogou a condenação de Turing.

Fica a reflexão - Você quebra o código mais secreto do mundo em um período de guerra contra os nazistas, mas é condenado (e talvez morto) por fazer sexo com um homem. É Justo?




Nenhum comentário

Conta pra mim sua opinião!

Fale comigo