Advertisement

[POO] Aula 04 - Conhecendo a Linguagem - Estruturas condicionais, laços de repetição;




 1- Introdução

Nessa aula você vai aprender como realizar operações básicas dentro da linguagem de programação: decisão e repetição. Essas estruturas são utilizadas todo momento ao construir um programa, sendo ele orientado a objetos ou não. A linguagem Java possui muitas similaridades com outras linguagens e adota estruturas de decisão e repetição bastante parecidas. A seguir, iremos apresentar cada uma dessas estruturas e dar alguns exemplos de como utilizá-las.


2- Estruturas condicionais

Essas estruturas existem para que o programador possa desviar o fluxo de execução de um código relacionado com algum ponto de decisão. Ou seja, o programador tem o poder de controlar quais são as tarefas executadas de acordo com decisões do usuário, permissões etc. 

Pense no seguinte exemplo, você possui um site e precisa emitir uma mensagem ao usuário: "se você concorda com os termos de utilização e tem mais de 18 anos clique em "acessar o site", se não, clique em "sair". Essa interface está presente em muitos websites que precisam indicar que o seu conteúdo é sensível e claramente expressa uma decisão: se você aceita os termos, entre, se não, não acesse. 

Veja a seguir como você deve escrever um laço condicional



if( condição ) {
	// ação se a condição for verdadeira
}else{
	// ação se a condição for falsa
}

Você pode criar uma estrutura, por exemplo, para verificar se o seu usuário é maior de idade:



if( idade > 18 ) {
	System.out.println("Você é maior de idade");
}else{
	System.out.println("Você é menor de idade")
}

É possível também criar apenas uma validação, ignorando o else.



if( numeroDeContatos > 100 ) {
	System.out.println("Sua agenda está cheia");
}

Mas cuidado, não é permitido existir um else sem um If antes.


// não permitido!!
else{
	System.out.println("Você é menor de idade")
}


3- Laços de Repetição

Computadores são especialistas em repetir tarefas por quanto tempo você quiser. Imagine por exemplo que você queira mandar um e-mail para todos os seus contatos divulgando um produto. Essa tarefa seria bastante trabalhosa caso você precisasse escrever todos esses e-mails um por um. 

Os laços de repetição são estruturas criadas para realizar essa repetição de ações que muitas vezes é bastante desgastante para nós, humanos. Qualquer laço precisa ter uma condição de parada válida, ou seja, um ponto de controle no qual sua execução termina. Caso contrário, esse laço irá entrar em um loop infinito e seu programa nunca terminará sua execução.

Na linguagem Java existem 2 principais tipos de laços de repetição: while e for. O while é um comando bastante simples que exige apenas que você informe o ponto de parada. Veja um exemplo a seguir:



int contador = 0;
while (contador < 10) { 
	System.out.println("Eu amo bacon!");
    contador = contador + 1;
}


Um dos grandes problemas do while é que geralmente a condição de parada (contador) é declarada fora dessa estrutura, obrigando o programador a escrever mais código. Para resolver esse problema, o FOR utiliza um contador interno que pode ser declarado dentro do próprio laço. Veja um exemplo a seguir:




for(int i = 0 ; i < 10; i++ ) {
	System.out.println("Eu amo bacon");
}


Outra estrutura que pode ser utilizada em Java é o laço do-while. Ele possui um funcionamento semelhante a o laço while, porém, o código é executado ao menos uma vez antes de ser repetido. Veja um exemplo:



int i = 0;
do{
	System.out.println("Eu amo muito bacon");
    i++;
}while( i < 10 );


É importante lembrar que essas estruturas devem ser utilizadas pelo programador e podem ser combinadas (aninhadas). Sendo assim, o programador pode escrever vários laços de repetição, um dentro do outro e também combinar com cláusulas condicionais.  Veja o exemplo abaixo:



for ( int i = 0 ; i < 10 ; i++){
	for( int j = 0 ; j < 10; i++){
    	System.out.println("vou imprimir 100 vezes");
    }
}

Nenhum comentário

Conta pra mim sua opinião!

Fale comigo