Eliza - conheça a avó da Siri

Sabemos que muitas invenções humanas não aconteceram de um momento de inspiração extrema onde a ideia surge "do nada" na cabeça do inventor. Hoje em dia temos assistentes como a SIRI (apple) ou a Cortana (Microsoft). Porém, o que poucos sabem que já em 1964 concebeu um dos primeiros programas que tentava estabelecer uma conversa com o usuário.



O ELIZA é um programa de computação em linguagem natural desenvolvido entre 1964 e 1966 no Laboratório de Inteligência Artificial do MIT por Joseph Weizenbaum . Criada para demonstrar a superficialidade da comunicação entre humanos e máquinas, Eliza simulou conversações usando uma metodologia de ' correspondência de padrões ' e substituição que deu aos usuários uma ilusão de compreensão por parte do programa, mas não construiu uma estrutura para contextualizar eventos. Diretrizes sobre como interagir foram fornecidas por 'scripts', escritas originalmente em MAD-Slip, o que permitiu que a ELIZA processasse as entradas do usuário e se envolvesse em discursos seguindo as regras e instruções do script. O roteiro mais famoso, DOUTOR, simulava um psicoterapeuta rogeriano e usava regras, ditadas no roteiro, para responder com perguntas não direcionais às entradas do usuário. Como tal, ELIZA foi um dos primeiros chatterbots e um dos primeiros programas capazes de tentar o Teste de Turing .

O criador de ELIZA, Weizenbaum, considerou o programa como um método para mostrar a superficialidade da comunicação entre homem e máquina, mas ficou surpreso com o número de indivíduos que atribuíram sentimentos semelhantes aos humanos ao programa de computador, incluindo a secretária de Weizenbaum. Muitos acadêmicos acreditavam que o programa seria capaz de influenciar positivamente a vida de muitas pessoas, especialmente aquelas que sofrem de problemas psicológicos, e que isso poderia ajudar os médicos que trabalham no tratamento de tais pacientes. Enquanto ELIZA era capaz de se envolver no discurso, ELIZA não podia conversar com verdadeiro entendimento. No entanto, muitos dos primeiros usuários estavam convencidos da inteligência e compreensão de ELIZA, apesar da insistência de Weizenbaum em contrário.



Voltando à Eliza, veja abaixo um trecho de uma conversa (traduzido para o português)

  • Eliza: Por favor, diga o seu problema
  • Usuário: Eu estou com receio de que eu não sou um bom artista
  • Eliza: Você veio até mim porque você está com medo de não ser um bom artista?
  • Usuário: Sim, eu estou com medo que eu sou um artista ruim sem realmente saber que eu sou um artista ruim.
  • Eliza: Você parece positivo.
  • Usuário: Eu me sinto muito negativo.
  • Eliza: Você disse que se sente muito negativo?
  • Usuário: Como se eu não fosse um bom artista e os outros riem de mim por eu ser um artista ruim.

A conversa acima é somente um pequeno trecho de um diálogo e talvez você tenha notado que a Eliza utiliza as palavras chave que o usuário escreve/fala e faz uma pergunta utilizando elas. Veja abaixo um vídeo completo que mostra o restante dessa conversa (em inglês).

E se você tem facilidade com o inglês, acesse este link http://www.masswerk.at/elizabot/ e converse diretamente com a Eliza, em uma implementação desenvolvida em JavaScript! 


Eliza - conheça a avó da Siri Eliza - conheça a avó da Siri Reviewed by Vinicius dos Santos on 12:55:00 Rating: 5

Nenhum comentário

Escreve ai sua opinião!