6 dicas essenciais para aprender informática sozinho
6 dicas para otimizar o seu aprendizado de informática

6 dicas essenciais para aprender informática sozinho

Se tem uma coisa que eu aprendi em quase 12 anos de computação é como aprender informática sozinho, sem a ajuda de ninguém! Pode parecer arrogante, mas não é. Nem sempre as pessoas têm disponibilidade para te ajudar e pegar na sua mão. Você precisa aprender a se virar!

Em 2011, ao terminar um curso no qual eu não me identificava, resolvi ingressar em uma nova jornada de aprendizado. Segui os métodos convencionais e entrei na universidade passando por todas as etapas: fiz todas as disciplinas, participei de cursos, projetos de extensão e fiz meu trabalho de conclusão de curso. Nesse meio tempo tive que encarar professores ruins, falta de didática, provas difíceis e muitas horas de ônibus para chegar à universidade.  

Algum tempo depois, percebi que com a orientação correta, é possível aprender tudo que aprendi sem sair de casa. Na verdade, isso já era possível antes, porém, as informações eram muito confusas e difíceis de acessar.

Hoje existem diversas iniciativas que permitem o seu aprendizado com muito mais facilidade e muitas vezes sem gastar nenhum centavo. Nesse artigo vou te dar 6 dicas essenciais para você que quer aprender informática sozinho.

1- Use o Youtube

Essa dica pode parecer óbvia, visto que muitas vezes procuramos o YouTube para aprender a cozinhar, limpar a casa, comprar produtos, obter dicas de viagem. Porém, essa ferramenta pode ser utilizada para aprender programação em praticamente qualquer nível e também muitas linguagens. A principal vantagem é que todo o conteúdo é gratuito e sem nenhuma restrição, basta ter uma conta Google.  

A principal desvantagem de usar o YouTube é que os conteúdos são criados por pessoas muitas vezes despreparadas para gerar esse tipo de conteúdo. Sendo assim, a didática dos instrutores pode ser muito boa, mas também muito deficiente. Além disso, outro ponto importante é que a plataforma tem algumas regras que permitem que os vídeos tenham maior visibilidade. A longa duração do vídeo e a criação de conteúdo sequencial (séries de vídeo aulas) pode prejudicar a sua disseminação entre os usuários. Isso acaba desmotivando criadores que gostariam de compartilhar grandes sequências de vídeos.

2- Conheça a Udemy / Alura

Quando você busca: “como aprender informática sozinho” não significa que você precisa reinventar a roda. Você precisa entender que esse “sozinho” significa apenas a ausência de alguém que está te ensinando diretamente (um professor). A demanda por plataformas de ensino cresceu muito, inclusive por conta da pandemia, e essa forma de aprendizado ganhou bastante popularidade e conteúdos cada vez mais ricos. A Alura é uma escola virtual de diversos assuntos que permeiam a ciência da computaçao (programação, design, ciência de dados, processos de software) e os conteúdos são criados por professores altamente capacitados, considerando que o padrão da empresa garante que todos os conteúdos possuam o mesmo padrão de qualidade.

A grande “desvantagem” da Alura é que o conteúdo é pago anualmente, ou seja, você precisa assinar esse conteúdo com um valor anual e parcelado em 12 vezes. Essa fidelidade exigida pela empresa torna essa plataforma mais inacessível à muitas pessoas.  

Uma alternativa para a Alura são os cursos disponibilizados pela Udemy. A Udemy disponibiliza cursos sobre diversos assuntos e o pagamento é feito apenas pelo curso que você tem interesse. Muitas vezes esses cursos são criados por pessoas renomadas da área e o conteúdo é avaliado por pessoas que já fizeram o curso. A grande desvantagem da Udemy é que os cursos não passam por uma curadoria da empresa, isso faz com que os cursos sejam muito diferentes entre si (considerando a qualidade).

3- Crie projetos reais

A programação, edição de vídeo, design e ciência de dados estão em constante expansão e atualmente podemos passar anos navegando nesse tipo de conteúdo. No meu ponto de vista, é impossível aprender tudo para depois construir algo real, ou seja, tirar do papel aquele seu projeto. Por exemplo, se você deseja criar um website para sua empresa ou até mesmo como currículo virtual, você pode aprender diversas tecnologias e tornar seu website o melhor currículo virtual do mundo. Porém, esse processo de aprendizado é muito grande e pode levar anos para que você aprenda tudo que deseja. Sendo assim, opte pelo desenvolvimento iterativo, no qual você constrói seu projeto com o mínimo de ferramentas possíveis (HTML e um pouco de CSS). Veja esse exemplo de um professor altamente renomado nessa área, que apesar de muito simples, ainda é funcional.  Após adquirir mais conhecimento, refatore seu projeto com as novas tecnologias. A criação de projetos reais ajudam você a mostrar o que você é capaz de fazer (criar um portfólio) e também a consolidar seu conhecimento. Além disso, você pode compartilhar o que você sabe para que outras pessoas possam ter melhores oportunidades.

4- Seja persistente

Muitas vezes é frustrante estudar computação e em diversos momentos temos vontade de desistir. Isso acontece porque esse processo de aprendizado é muito complicado e muitas vezes a construção de projetos pode demorar semanas, meses, anos. Sendo assim, seja persistente e paciente nesse processo e saiba que essa área vai exigir paciência muitas vezes de você.  

Além da persistência, tenha consciência de onde você deseja chegar, seja focado nos seus objetivos. Por exemplo, se você deseja trabalhar com jogos, pesquise quais são as tecnologias usadas na indústria hoje, aprenda as linguagens de programação, técnicas de modelagem e outros conceitos que irão te ajudar nesse objetivo. Procure não desviar seu foco para tecnologias ou problemas que não agregam nada ao seu objetivo principal.

5- Use fóruns e sites de discussão

Na programação muitas coisas podem dar errado e dúvidas surgem o tempo todo, sendo assim, recorremos quase sempre ao nosso querido Google. É muito comum encontrar as respostas que procuramos em fóruns como o Stackoverflow, Quora, Coderanch, Msdn e muitos outros. Saber utilizar essas ferramentas sabiamente é muito importante para os programadores, além disso, é preciso que cada pessoa crie uma forma eficiente de organizar o conhecimento e que esse tipo de conhecimento esteja sempre acessível.  

Além de adquirir informações, você pode também ajudar outros usuários a resolver problemas e ganhar popularidade dentro da comunidade. Resolver os problemas relatados nesse tipo de fórum pode ser uma grande fonte de aprendizado e aprofundamento na tecnologia que você está estudando.

6- Gerencie seu conhecimento

Em 2015, ao completar todas as disciplinas da universidade, busquei emprego em uma empresa de desenvolvimento de software. Ao participar do processo seletivo fui desafiado a criar uma página web buscando informações em um banco de dados disponível na rede. Nesse momento, tive que pesquisar por horas como realizar conexões ao banco de dados, criar uma aplicação web utilizando o Eclipse e isso tudo tomou tanto tempo que não consegui entregar o projeto.  

Essa experiência me incentivou e me fez perceber que tudo que eu havia aprendido não tinha sido organizado de uma forma que eu conseguisse reutilizar. Todo conhecimento adquirido na universidade estava no meu computador pessoal e era completamente inútil se não estivesse disponível. Naquela ocasião eu perdi a oportunidade e não fui contratado. Portanto, crie uma forma em que você carregue todo seu conhecimento com você o tempo todo. Seja no celular, no computador, no seu e-mail, blog, Dropbox, em qualquer lugar.

O maior segredo de como aprender informática sozinho é ser persistente o bastante para chegar até o fim, ou seja, Resiliência. Não vai ser nem um pouco fácil, porém vale muito a pena.

Vinicius dos Santos

Apenas um apaixonado por Ciência da Computação e forma com que ela pode transformar vidas!

Deixe uma resposta