5 principais erros dos alunos de informática

5 principais erros dos alunos de informática

Nesse artigo venho compartilhar minha experiência de professor e quais são os principais erros dos alunos de informática. Claramente o meu objetivo aqui não é citar nomes e cancelar pessoas. Meu objetivo é fornecer para os leitores desse material as características que os professores percebem ao dar aulas para você, assim você poderá melhorar.

Antes de mais nada precisamos compreender que existem milhares de erros, mas alguns são muito frequentes entre as pessoas que querem aprender informática/ciência da computação. Muitas pessoas acreditam que essa área vive dando dinheiro para os profissionais e que é muito fácil aprender como criar um website e sair se candidatando a vagas de front e back-end. Isso está muito longe de ser verdade em todos os aspectos.

A área da computação está em constante evolução e o crescimento do número de empregos nessa área é realmente expressivo. Isso costuma engordar os olhos das pessoas, porém, é preciso cuidado ao buscar conhecimento nessa área. Muitas pessoas acreditam que o professor particular é um oráculo e vai dar um “turbo” em seu aprendizado – 50 anos se tornam 5 horas (professor JK). Nesse artigo vou citar 5 erros dos alunos de informática que são mais comuns. Dessa forma, você pode verificar se você já cometeu os mesmos erros e quem sabe melhorar isso em você.  

1. Pular etapas de aprendizado

Sem nenhuma dúvida, esse é o erro mais comum dos alunos. Muitos alunos querem aprender business inteligence, Machine learning, construir sistemas web etc. Porém, quando se investiga a fundo os conhecimentos do aluno, é comum verificar que ele tem dificuldade de resolver um exercício de If e Else. Sei que isso pode parecer absurdo, porém, acontece frequentemente. Meu conselho pra você aluno é: não fuja da sua curva de aprendizado. Siga os passos que seu professor lhe orientou e busque melhorar e progredir a cada dia.  

2. Praticar apenas com o professor

É bastante comum pessoas pensarem que ao comprar um pacote de aulas elas devem esperar as orientações do professor e apenas praticar durante a aula que já é suficiente. A realidade nua e crua é que isso está longe de ser verdade. Para cada aula de lógica de programação, por exemplo, você deveria estudar sozinho por 2 ou 3 horas. Você precisa ver o código, escrevê-lo, compilar o programa, ver mil e um erros na tela. Isso faz parte do processo e se você não praticar e trilhar seu próprio caminho, eu posso afirmar com toda certeza: você nunca será um profissional da área.  

3. Procurar o salvador do semestre

Outro tipo de aluno muito comum é o clássico enforcado. Esse aluno foi mal na disciplina da universidade e agora está procurando alguém que ensine ele resolver os exercícios em 1 hora. A verdade é: não vai acontecer. Se você é esse aluno, pense bem. Como você acha que alguém vai te ensinar tudo que você NÃO aprendeu em 1 semestre inteiro em apenas 1 hora ( até mesmo 5 ou 10 horas )? Essa expectativa é muito errada e você, aluno, precisa entender que quem salva o semestre é você e não um professor particular milagroso.

4. O perdido

Esse tipo de aluno quer aprender, porém, não sabe por onde começar e também NÃO ACEITA ser guiado pelo professor. No fim, o professor passa um bom tempo olhando para a tela do computador do aluno enquanto ele procura os documentos que ele salvou em algum lugar no computador e não sabe onde. Eu sei, eu sei, parece absurdo… mas acredite, eu já passei várias horas com alunos assim. O professor logicamente precisa da remuneração, porém, muitos de nós realmente se importam com o resultado da aula. O aluno que não está aberto a ser guiado pelo professor, simplesmente está jogando dinheiro fora.  

5. O criminoso

Essa é a cereja do bolo dos erros de alunos. Infelizmente existem pessoas que procuram professores para resolver provas, criar sistemas para testes de empregos, resolver listas de exercícios (para universidade), ou até mesmo para fraudar provas etc. Eu não vejo problema algum em um aluno que busca ajuda para estudar para uma prova. Até mesmo aquele profissional que se deparou com um problema complexo no seu teste de emprego e precisa de ajuda. O problema é que muitas vezes encontramos pessoas que querem pagar para que façamos a tarefa por elas sem nenhum interesse de aprender. Pessoalmente eu acho isso uma extrema falta de caráter e esses atos são ao meu ver totalmente desprezíveis e até criminosos. Se você procura um professor, procure-o para APRENDER. Isso vale não só para a computação, mas para todas as áreas.  

Conclusão

Na minha opinião esses são os 5 principais erros dos alunos de informática. Espero que você não tenha se identificado com nenhum deles, porém, caso isso tenha acontecido, ainda dá tempo de você melhorar e aprender com seus erros.

Se você quer realmente se destacar dentro dessa área, você vai precisar competir com pessoas que estão aprendendo informática muito mais rápido do que antes. Nesse artigo eu falei um pouco mais sobre esse tipo de aluno, sendo assim, tente substituir esses erros por características boas (que a nova geração já tem).

Vinicius dos Santos

Apenas um apaixonado por Ciência da Computação e forma com que ela pode transformar vidas!

Deixe uma resposta