Como criar relacionamento 1-N no banco
Relacionamentos 1-n

Como criar relacionamento 1-N no banco

Nessa aula você irá aprender um conceito muito importante que é como criar relacionamento 1-N (um para muitos). Esse conceito dá nome ao banco de dados do tipo “relacional”. Isso acontece, pois os dados são organizados de forma que existam relacionamentos entre as tabelas do banco de dados formando um conjunto consistente de dados.

O que é um relacionamento 1-n?

O relacionamento 1-N representa uma forma de relacionar duas tabelas onde existe 1 indivíduo que se relaciona com vários. Por exemplo, uma pessoa compra vários salgados, ou então, um pai tem vários filhos. 

A única restrição é nesse relacionamento um item deve ser apenas relacionado com um 1  “pai”. Pense, não é possível que um salgado tenha sido comprado por 2 pessoas diferentes.

A chave estrangeira


Na aula anterior nós aprendemos que existe uma chave que tem a função de distinguir uma linha da outra de uma tabela. Essa chave dentro da tabela ganha um nome especial – Chave primária ou primary key.

Ilustração de chave estrangeira
 
Nessa aula você irá aprender que existe um outro tipo de chave que é chamada de estrangeira. A chave estrangeira só acontece quando existe um relacionamento entre tabelas. Esse relacionamento é configurado a partir de uma necessidade de conectar uma entidade e outra. Por exemplo: imagine que você possui uma loja de vinhos, nessa loja você deseja realizar vendas de produtos. A venda acontece a um cliente e você precisa que na venda você tenha os produtos comprados, data da venda, valor total, quem foi o cliente e o vendedor. Todas essas entidades precisam ser conectadas por meio de relacionamentos. 
 
O relacionamento é caracterizado pela multiplicidade em cada “ponta” dele. Pense da seguinte forma: se você quer realizar uma venda, essa venda pode conter vários produtos ou apenas um produto? A resposta depende. Pode ser que na sua lógica de negócio é necessário que cada produto seja relacionado a apenas uma venda. No entanto, também é possível que uma venda possua vários itens. Nesse caso existe um relacionamento com multiplicidade.
 

3- Relacionamentos 1 – N

 
O relacionamento 1 – N (Leia “um para muitos”) é caracterizado por uma entidade que se relaciona com vários itens de outra entidade. Portanto, para caracterizar esse relacionamento precisamos ter no mínimo duas entidades.
 
Aqui temos a entidade Cliente:
 

Tabela cliente

 
 

Aqui temos a entidade Carro:

Tabela Carro

 
 

Nesse exemplo o meu objetivo é dizer que um cliente pode ter vários carros, porém, um carro só pode ser de um cliente. Para isso iremos realizar uma conexão entre essas tabelas e a chave PRIMÁRIA de Cliente irá ser inserida em uma nova coluna ao final de Carro. Isso garante que é possível dizer que um carro é de um cliente. Veja como fica:

Tabela carro com chave estrangeira
 

Com isso podemos notar que a ultima coluna nomeada de “FkIdCliente” é a chave estrangeira desse relacionamento.

Vinicius dos Santos

Apenas um apaixonado por Ciência da Computação e forma com que ela pode transformar vidas!

Este post tem um comentário

  1. Vanessa

    Muito boa a aula, professor. Estou aguardando os próximos modelos de relacionamento ansiosamente. Abraços.

Deixe uma resposta