O Ensino de informática para idosos é importante?

O Ensino de informática para idosos é importante?

Nesse artigo vamos discutir um pouco sobre o ensino de informática para idosos e isso pode mudar a vida deles para melhor. Afinal, informática é isso, transformação!

É bastante estranho pensar que estamos em 2020 e aqueles que nasceram em 2002, atualmente já possuem idade para dirigir. Além disso, essa geração aos 10 anos já interagia com tecnologias como smartphones e wi-fi. 

A geração que produziu essa revolução nasceu na década de 80 ou 90 e teve tempo para descobrir aos poucos como a tecnologia iria moldar o futuro. Veja no vídeo a seguir, como essa geração encarou a modernização dos bancos:

Agora tente imaginar como foi essa transição para as pessoas que foram formadas e educadas por volta de 1950. Imagine como é para um idoso, que teve suas funções motoras e intelectuais prejudicadas pelo tempo, compreender a velocidade da mudança atual. Realmente isso é um problema que precisa ser discutido e tratado pela nossa geração. 

Foco no essencial

Uma criança que nasceu em 2005, hoje possui reais necessidades de entrar de cabeça no mundo tecnológico. Será necessário compreender profundamente como utilizar ferramentas ou também como a programação poderá ajudar nas tarefas diárias. No entanto, pessoas mais idosas já não tem essa necessidade, visto que geralmente elas já possuem uma estabilidade financeira e não precisam se inserir no mercado de trabalho. No entanto, a velocidade da mudança trazida pela tecnologia, muitas vezes coloca os idosos em apuros. Por exemplo, quando ao chegar em uma agência bancária um idoso é informado que o serviço só é feito via autoatendimento. É primordial que o ensino de idosos seja voltado para atividades que irão melhorar sua qualidade de vida e descartar o ensino de conhecimento não aplicável no cotidiano. 

Aplicativo bancário

Em meio a uma pandemia não é difícil ver filas enormes em lotéricas, correios, agências bancárias. Essas filas geralmente são apenas para pagar contas de água, luz, telecomunicações, prestações etc. Descartando a crise sanitária atual, ir a uma dessas agências envolve diversos problemas de mobilidade, segurança, entre outros. Não existe um motivo plausível para ir a uma agência pagar contas, considerando que tudo isso pode ser feito nos aplicativos. Porém, usar um aplicativo bancário envolve conhecer um sistema operacional, ter um dispositivo eletrônico (computador, celular, tablet) e também necessita que o usuário tenha paciência para seguir as regras de utilização. Portanto, é necessário um esforço do idoso para compreender a real necessidade de realizar essa alteração na rotina e de muita paciência do instrutor. O ensino de informática para idosos não é algo simples, é preciso muito empenho.  

Redes Sociais

Pode parecer uma “futilidade”, mas atualmente grande parte da informação disseminada é feita pelas redes sociais. Ter acesso a esse tipo de interação social, pode representar para o idoso uma melhora na qualidade de vida e um sentimento de conexão com o mundo e com as pessoas. A rede social também pode representar uma forma de entretenimento gratuito e acessível. É preciso cuidado ao inserir esse tipo de conteúdo aos idosos, visto que, muitas vezes, eles não compreendem algumas regras implícitas criadas pela comunidade. Como por exemplo não enviar esse tipo de GIF para todos seus amigos 25 vezes:

Sendo assim, é preciso cuidado e informação dos riscos de utilização desse tipo de ferramenta. Isso pode evitar que os usuários caiam em fraudes e problemas de segurança e principalmente, em fake news.

Veja como um pouco de paciência pode ser essencial: André sensibilizado pela dificuldade de sua avó gostaria de ensiná-la a lidar com o celular. Porém, com tantos passos e a dificuldade da idosa em decorá-los André criou um “tutorial” em uma folha de sulfite:

Seguindo o tutorial a sua avó conseguiu ligar pro neto, e ela ficou muito contente.

Streaming de vídeo

Esperar para poder assistir um filme na televisão era uma tarefa muito comum, porém hoje podemos, em alguns cliques, assistir qualquer filme. Esse tipo de serviço é um grande aliado de todos aqueles que tiveram acesso ao cinema antigamente e que adoram esse tipo de entretenimento. Esse tipo de aplicativo precisa ser configurado para que seja utilizado, mas toda essa complexidade pode ser abstraída do idoso. Ainda assim é necessário um pouco de paciência para ensiná-lo como selecionar o filme, ver trailers, ler sinopses e funções básicas do aplicativo. Para aqueles que não possuem acesso a uma SmartTV moderna, é possível optar pela compra de uma TV box. Esse aparelho utiliza o sistema Android para reproduzir mídia e pode ser usado com conexões HDMI, entre outras. 

Fica bem claro que você não precisa trazer o seus velhos para uma matrix de tecnologia. A informática para idosos é muito mais sobre facilitar a vida deles e trazer mais qualidade no dia a dia.

Jogos

Os idosos por muito tempo foram ignorados pela indústria de jogos. Porém, a inserção de jogos na rotina dos idosos pode trazer diversos benefícios, veja esse artigo sobre esse assunto. Empresas como a Nintendo também produzem jogos que incentivam a atividade física. O Wii Fit foi lançado com esse propósito e pode ser usado como uma forma de incentivo à atividade física.

Conclusão 

No Brasil inteiro existem iniciativas para incluir os mais velhos no mundo da tecnologia e promover o ensino de informática para idosos. Universidades como a USP, possuem cursos de extensão para ensinar os idosos a utilizar aplicativos e se relacionar melhor com a tecnologia. Para que isso seja possível é essencial que existam formas para: 1) mostrar ao idoso a necessidade dessas ferramentas no seu dia a dia, assim como seus benefícios; 2) ter paciência ao ensinar e enfatizar a necessidade de ter também paciência no aprendizado. 

Vinicius dos Santos

Apenas um apaixonado por Ciência da Computação e forma com que ela pode transformar vidas!

Deixe uma resposta